A Crise Brasileira e o Consumo de Alimentos Hiper Calóricos: uma análise a partir de famílias fluminenses

Nathália Cândido da Silva, Maria Lúcia Vizeu Penido, Breno de Paula Andrade Cruz

Resumo


Este trabalho discute a relação entre a crise econômica brasileira entre (2015-2016) e a dieta hiper calórica do consumidor. Um estudo qualitativo com 45 consumidores em Seropédica (RJ) - região metropolitana no Rio de Janeiro - foi conduzido em um supermercado real. Estes consumidores foram entrevistados em profundidade para entender uma possível relação entre a crise econômica e sua influência no consumo de alimentos hiper calóricos. Os resultados da pesquisa evidenciam que: (i) em geral, consumidores perceberam o aumento do preço dos alimentos e (ii) a queda de suas rendas individuais; (iii) os consumidores se vêm na situação de economizar ou procurar novos postos de trabalho para que eles consigam consumir os alimentos que anteriormente eram comprados; (iv) os consumidores preferem comprar produtos hiper calóricos porque são mais baratos que os mais saudáveis (hipo calóricos). Os resultados aqui encontrados podem ajudar organizações brasileiras que formulam políticas públicas  relacionadas à obesidade a entenderem aspectos relacionados à restrição orçamentária e  educação (Marketing Social - informação ao cidadão).


Palavras-chave


Crise Econômica Brasileira; Dieta Hiper Calórica; Restrição Orçamentária

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.