A Malária no Período Gestacional: Uma Revisão

Gustavo Fernandes Queiroga Moraes, Thays Milena Silva Lopes, Fernanda Dias Maurício, Thales Luciano Bezerra Santos, Francisco Patricio de Andrade Júnior

Resumo


Introdução: A malária é uma protozoose ocasionada por diversas espécies do gênero Plasmodium, que podem infectar homens e mulheres, em qualquer faixa etária. Contudo, no período gestacional, essa parasitose podem apresentar importantes complicações tanto a saúde de grávidas quanto de seus conceptos.  Objetivo: Diante do exposto, o presente estudo teve como objetivo realizar uma revisão bibliográfica sobre o impacto da malária no período gestacional, descrevendo características clínicas, epidemiológicas, diagnóstico e medidas profiláticas e terapêuticas preconizadas. Metodologia: Foi realizada uma revisão da literatura do tipo narrativa, nas bases de dados Lilacs, Medline, Pubmed, Scielo, Science Direct e de órgãos nacionais e internacionais, entre os anos de 2003 a 2020. Resultados: A infecção pela malária durante a gravidez pode trazer complicações clínicas tanto para a mãe quanto para o feto, entre elas a anemia, parto prematuro, baixo peso ao nascer e diminuição do perímetro cefálico. Dessa forma, observa-se a necessidade de medidas profiláticas, a qual a vacinação tem grande importância, além disso, pode-se haver a utilização de sulfadoxina-pirimetamina, mosquiteiros, inseticidas e repelentes. Para o tratamento de grávidas infectadas por Plasmodium vivax é recomendado o uso de cloroquina, entretanto para infecções ocasionadas pelo Plasmodium falciparum, é preconizado as associações entre a quinina e clindamicina, artemeter e lumefantrina e artesunato e mefloquina. Conclusão: Assim, conclui-se que este estudo poderá contribuir com a atualização de profissionais de saúde e fomentar outras pesquisas que apresentem temáticas semelhantes à abordada.


Palavras-chave


Malária; Plasmodium; Gravidez.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.