COVID-19: A RELAÇÃO ENTRE A PANDEMIA E AS VULNERABILIDADES SOCIAIS NO RIO DE JANEIRO

Rosemeri da Silva Paixão, Gláucia Regina da Silva Santos, Maria Aparecida dos Santos Siqueira, Glhevysson dos Santos Barros, Caroline Delfino dos Santos

Resumo


A COVID-19 apresenta-se como um novo vírus contagioso e ainda há muito a ser descoberto sobre ele. Até o presente momento, não existe vacina ou tratamento específico, ao contrário da gripe comum para a qual já se fazem conhecidos tratamentos e uma pré-imunidade. A comunidade científica, atualmente, está debruçada em descobrir uma forma de imunizar a doença, visto que há uma preocupação de como a pandemia da COVID-19 pode afetar a população de países com sistemas de saúde já debilitados. A fragilidade desses sistemas com a sua sobrecarga representa um dos maiores impactos do vírus, em especial àqueles que são mantidos à margem da sociedade. O objetivo do estudo é refletir como a pandemia da COVID-19 vem afetando o contexto social das populações mais pobres no Brasil, sobretudo estudantes, moradores de favelas e demais espaços periféricos. A metodologia adotada foi a bibliográfica, cujo referencial teórico apoiou-se especificamente em periódicos, reportagens e livros. Com base nos estudos realizados, os mesmos nos permitiram compreender que os efeitos da COVID-19 implicaram em uma maior intensificação dos problemas sociais às pessoas mais pobres, nos impondo a construir coletivamente alternativas ao atual modelo de funcionamento da sociedade.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.