Pensar e pesquisar: caminhos para o conhecer

Cristina Novikoff

Resumo


O presente texto tem como objetivo fortalecer a idéia de inseparabilidade do entre o “pensar” e o “pesquisar”, como sendo caminhos para o “conhecer”. Mas é imprescindível que, de pronto, se esclareça que não estamos falando de todas as formas de pensar. Trazemos elucidações caras à educação, como compreender os aspectos epistemológicos e didático-pedagógicos dos termos em estudo, um imbricado no outro. Para dar conta e razão vamos traçar um caminho de esclarecimentos quanto ao primeiro aspecto e, concomitantemente, reapresentar caminhos esquecidos para o segundo aspecto, razão da pedagogia. Portanto, serão discutidos os conceitos e entendimentos das palavras “pensar”, “pensamento” e “pesquisa” como processos simultaneamente dependentes e distintos que, em comum, objetivam o conhecimento. As idéias conceituais não se prenderam apenas à erudição – uma das atividades do ensino –, mas também, e principalmente, na construção de um conhecimento gerado da experiência da autora, ancoradas na autonomia e comprometimento ético com a arte de pensar. E, as sequências trazem à tona alguns autores que há muito discutem a educação na perspectiva pedagógica que denominamos de sócio-histórica.

Palavras-chave: Pensar; Pensamento; Pesquisar; Pedagogia sócio-histórica. 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.