O Ensino e a Crítica das Literaturas Africanas no Brasil: um caso de neocolonialidade e enfrentamento

Laura Cavalcante Padilha

Resumo


Na história dos cursos de Letras, no Brasil, os estudos sobre a África e sua produção literária foram sempre colocados à margem e encobertos por um denso manto de silêncio. Tal situação começa a querer reverter-se nos anos setenta, mormente depois das independências dos países então colonizados por Portugal, países estes cuja literatura constitui a área do conhecimento em que mais diretamente atuo. Foi fundamental, em todo esse processo, o papel da Universidade de São Paulo e dos seus pesquisadores pioneiros, como Fernando Mourão e Maria Aparecida Santilli. Por isso, o presente ensaio os homenageia e a eles é dedicado, além, obviamente, da homenagem ao professor Malaca Casteleiro.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.