MATCH POINT E CRIME E CASTIGO: UMA HIPERTEXTUALIDADE

wuldson marcelo souza

Resumo


O presente artigo tem como proposta traçar um paralelo entre o filme, de Woody Allen, Match Point e o romance, de Fiodor Dostoiévski, Crime e Castigo para extrair de ambas produções a crítica de Dostoiévski à modernidade e a visão delineada por Allen sobre a moral contemporânea – a dita pós-modernidade. Para tal intento, faz-se necessário estudar as obras pelo prisma da transtextualidade, em duas de suas relações: a intertextualidade e a hipertextualidade; e promover uma pequena investigação a respeito da polifonia, evidentemente nos termos de Bahktin, no âmbito das obras desses célebres autores.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.