José do Patrocínio: para além da memória de um abolicionista

Marcos Teixeira Souza, Jose Geraldo Rocha

Resumo


A contribuição de José de Patrocínio em defesa da Abolição do trabalho escravo não se deu apenas em sua atuação incisiva na imprensa fluminense e na tribuna parlamentar. Ao escrever seu primeiro romance, Motta Coqueiro ou a pena de morte, em 1877, Patrocínio utiliza-se da Literatura como uma arma política, a exemplo da poesia de Castro Alves, para combater o preconceito racial e o regime escravocrata.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.