PRIVACIDADE DESVELADA E CULTO DA IMAGEM: REALIDADE VIRTUAL E CONTROLE

Cecília Maria Viana Camilo de Oliveira, Abel Camilo de Oliveira Lage Filho

Resumo


O objetivo deste artigo é discutir os mecanismos do controle social informal na sociedade contemporânea. Para empreender o estudo partiu-se da perspectiva que a sociedade contemporânea é caracterizada pela alienação da privacidade, seja por meio da criação de instrumentos tecnológicos para monitorar os comportamentos, ou pela exposição voluntária de indivíduos em busca de notoriedade e identidade social.  O monitoramento do cotidiano, por meio das tecnologias da informação como as câmeras de vigilância, webcams, transações financeiras dentre outros, aparece como inerente à vida social e como um meio de garantir a segurança, desvinculando a ideia de que o controle é imposto de fora. Esta nova forma de vigilância é aceita pelos cidadãos que também desenvolvem a habilidade de vigiar. Muitas vezes este controle é desejado pela população, e é fruto da exigência humana que almeja segurança, facilidade de comunicação. Desta forma o indivíduo é asfixiado, desaparecendo a esfera da intimidade.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.