A inovação na educação em direitos humanos: o estudo de caso do Núcleo de Formação Geral (NFG)/Inova da Unigranrio

Tania Maria da Silva Amaro de Almeida, Maria Rita Resende Martins da Costa Braz, Lucimar Levenhagen Alarcon da Fonseca, Anna Paula Soares Lemos, Joaquim Humberto Coelho de Oliveira

Resumo


Enquanto o ensino volta-se para disciplinas e conteúdos específicos, a educação responsabiliza-se pela formação geral, comprometida com valores e comportamentos estimuladores do convívio social e coletivo. Dessa diferença, entre ensinar e educar, resulta a questão sobre a dimensão pública ou privada da educação, indagando se a sua responsabilidade recai sobre as instituições de ensino ou se é o caso de considerá-la de exclusiva alçada das associações civis. A partir da discussão sobre a visão de neutralidade do Estado, e constatada a sua impossibilidade de se verificar completamente, reconhece-se a educação em direitos humanos como complemento indispensável à transmissão do saber por parte das instituições de ensino. Tal compreensão encontra apoio nas inúmeras iniciativas legislativas que comprometem as estruturas curriculares com o princípio da cidadania. Em seguida é apresentada e analisada a experiência desenvolvida na Universidade do Grande Rio (Unigranrio), pelo seu núcleo responsável por inovações metodológicas, o Inova, e sob a responsabilidade de um dos seus integrantes, o Núcleo de Formação Geral (NFG). Com o desafio de inserir de forma transversal os conteúdos de formação geral em todas as suas salas de aula, de todos os seus cursos, escolas e campi, alcançando, praticamente, vinte e cinco mil alunos, foram criados, propostos e disponibilizados, por esse Núcleo, múltiplos recursos educacionais abertos através das novas tecnologias de informação e comunicação, possibilitando experimentações e inovações na prática da educação em direitos humanos.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.