VIOLÊNCIA OBSTÉTRICA, UMA DOR ALÉM DO PARTO: UMA REFLEXÃO SOBRE A CONCEPÇÃO DOS INGRESSANTES E CONCLUINTES DO CURSO DE SERVIÇO SOCIAL DA UNIGRANRIO

Fabricia Varela Valentim, Barbara Dantas Robaina

Resumo


Desta forma, o presente estudo possui como finalidade discutir a violência obstétrica. Para isso, abordamos o histórico do parto na sociedade brasileira, o conceito de violência obstétrica e os seus marcos legais. Acreditamos que violência obstétrica é uma forma de violência de gênero e uma violação dos Direitos Humanos, caracterizada pela imposição de intervenções danosas à integridade física e psicológica das parturientes e recém-nascidos, perpetrada pelos profissionais de saúde inseridos nas instituições (públicas e privadas) nas quais tais mulheres são atendidas. Nos últimos anos temos visto o quanto a discussão sobre a violência obstétrica tem estado em evidência nos debates do ativismo social, em pesquisas acadêmicas e na formulação de políticas públicas, sendo recentemente reconhecida como um problema de saúde pública pela Organização Mundial da Saúde. Portanto, o debruçamento no estudo dessa temática se faz essencial com o objetivo de reconhecer as suas origens, definições, tipologia e seus impactos na saúde materna e propostas de prevenção e enfrentamento. Consideramos ser urgente mudanças nas práticas assistenciais vigentes, visando reduzir as intervenções desnecessárias e as violações aos direitos das mulheres. Sendo assim o estudo busca conhecer a concepção dos alunos ingressantes e concluintes do curso de Serviço Social 2018.2 da UNIGRANRIO Campus I Duque de Caxias, pois acreditamos que é no processo de formação profissional que podemos forjar profissionais comprometidos com a causa e atuar enquanto assistente social tomando essa problemática como uma expressão da questão social, que precisa ser desnaturalizada, inclusive pelo profissional de Serviço Social.  Logo trazer o debate dessa temática para o espaço da Universidade se revela como uma estratégia necessária e imprescindível.

Palavras-chaves: Serviço Social, Violência Obstétrica, Gênero, Formação Profissional, Saúde.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.