PROJETO ERA UMA VEZ... ATIVIDADES INTERGERACIONAIS: SOB A PERSPECTIVA DOS PAIS DAS CRIANÇAS PARTICIPANTES

Lena Lansttai Bevilaqua Menezees, Eli Fernanda Brandão Lopes, Valdete de Barros Martins

Resumo


Nos últimos anos tem-se evidenciado um aumento da população idosa no Brasil, o que acarreta o surgimento de novas demandas. Juntamente com a longevidade, surgem os conflitos geracionais causados pelo enfraquecimento das relações intergeracionais, relacionados ao preconceito e estereótipos da velhice.  O presente trabalho tem como objetivo identificar quais foram os pontos positivos do Projeto “Era uma vez... Atividades intergeracionais” na perspectiva das mães das crianças participantes do projeto, no período de 2011, na cidade de Campo Grande/MS. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, bibliográfica e documental, realizado através de entrevista semi-estruturada, por meio de formulários elaborados pela pesquisadora, utilizando-se para a interpretação dos dados, a técnica análise de discurso. Conclui-se que o “Projeto Era Uma Vez... Atividades Intergeracionais”, desenvolvido pelo SESC, mostra-se imprescindível para o diálogo e reflexão no que se refere à questão da velhice e do envelhecimento, proporcionado a valorização do idoso, e a convivência da criança com este público em específico, permitindo a construção compartilhada de saberes e o repasse cultural, combatendo preconceitos e estereótipos existentes.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.