A inovação do turismo no Brasil: os desafios na construção de sua trajetória

Paola Bastos Lohmann

Resumo


No Brasil, o turismo é entendido como uma atividade econômica pertencente ao setor de serviços, diferentemente do que ocorre em muitos outros países no mundo, tais como Inglaterra, Alemanha, onde se considera a atividade parte do setor secundário, ou seja, da indústria. Ainda assim, existem diversos conceitos da indústria que, aplicados a serviços, podem gerar benefícios para os destinos turísticos e os diferentes stakeholders envolvidos, sejam eles clientes, fornecedores, gestores públicos ou privados. Nesse contexto globalizado, o mercado encontra-se cada vez mais competitivo, e as empresas necessitam de ferramentas para se destacarem no mercado. O desafio deste artigo é, por meio de uma revisão bibliográfica e pesquisa a dados secundários, apresentar, de forma geral, a trajetória do turismo no Brasil e identificar conceitos de inovação, produzidos na óptica da indústria, que possam orientar possíveis melhorias na atividade turística e, diretamente, na capacidade competitiva dos destinos turísticos do País. No artigo, conclui-se que a inovação ainda é uma linha de pesquisa pouco explorada quando relacionada precisamente com o turismo, mas que o estimulo a estudos e pesquisas na área e os investimentos contínuos podem contribuir em muito para a capacidade competitiva dos destinos turísticos no País.


Texto completo:

PDF


Direitos autorais