A influência das leis trabalhistas brasileiras na relação capital/trabalho dos guias de turismo

Juliana Bastos Lohmann, Danielle Paes Julião, José Mauro dos Santos Farias, Thaís Costa da Silva, Fernanda Côrtes de Freitas

Resumo


No Brasil, é crescente a preocupação em relação aos processos de flexibilização do trabalho, à permanência do direito adquirido pelos trabalhadores e às formas de redução da informalidade. O turismo, como fenômeno social e atividade produtiva que avança avassaladoramente pelo território brasileiro, não poderia ausentar-se das discussões sobre trabalho/capital. Nesse sentido, este ensaio teórico objetiva esclarecer questões sobre a relação trabalho/capital no âmbito da atividade turística, por meio de um debate teórico entre a legislação trabalhista nacional e a legislação do turismo, tendo como foco principal o profissional “guia de turismo”. A fim de alcançar esse objetivo, foi feito levantamento bibliográfico, consulta a jornais, revistas e websites institucionais, bem como uma pesquisa qualitativa com guias de turismo. O questionário era composto por questões abertas e fechadas. Assim, foi possível analisarem-se comparativamente o conceitual teórico sobre capital/trabalho e a prática profissional do guia de turismo no contexto brasileiro.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais