O jardim adormecido: por onde anda o turismo sustentável que (não) está aqui?

Ana Valéria Endres

Resumo


O Jardim Botânico Benjamim Maranhão/ Mata do Buraquinho/PB é uma área protegida singular por comportar resquícios de Mata Atlântica em seus limites e por representar um importante atrativo em vias de consolidação no mercado turístico pessoense. Neste contexto, o trabalho projeta uma discussão sobre como as bases do planejamento turístico sustentável devem ser percebidas na gestão de áreas naturais e sua aplicabilidade através da análise das ações internas e externas desenvolvidas pelo Jardim Botânico. Diante de tal análise, conclui-se que entender as bases que sustentam a operacionalização e o planejamento da atividade turística é condição imprescindível aos gestores de áreas naturais, primeiro por que estes ambientes fazem parte de um sistema mais complexo e sua gestão não pode se resumir aos limites da área natural, e segundo, para que não se subestime o papel do turismo na sociedade atual, entendido por muitos, apenas em seus aspectos funcionais que tendem a reduzir e simplificar sua operacionalização e condição.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais