A Formação dos Circuitos Turísticos Mineiros: Uma Política Pública Descentralizada e Democratizante?

Poty Colaço Fonseca, Magnus Luiz Emmendoerfer, Luís Filipe Trois Bueno e Silva, Luana Emmendoerfer

Resumo


O objetivo deste trabalho é analisar a formação dos circuitos turísticos como política pública para o desenvolvimento do turismo em Minas Gerais, na óptica da governança sociopolítica, no contexto das necessidades contemporâneas de democratização de todos os modos de práticas socioeconômicas que afetem a vida comunitária. Entre as principais contribuições deste artigo, destaca-se a caracterização da formação e governança sociopolítica dos circuitos turísticos em Minas Gerais, a qual se apresenta híbrida diante das ações de regionalização do estado. Percebe-se também que a descentralização proposta pelo atual governo favorece a forma de administração e organização da política pública estadual do turismo, no que diz respeito à diminuição das disfunções da burocracia e à autonomia da realização das ações voltadas ao turismo, com o apoio do setor privado na participação do desenvolvimento local integrado e sustentável.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais