Análise da percepção dos turistas acerca das vantagens competitivas de um destino litorâneo gaúcho

Thamires Foletto Fiuza, Guilherme Scheffer Alves, Nathalya​ ​​ ​ Mendes​ ​de Souza

Resumo


O turismo vem-se intensificando gradualmente. Com isso, gerando diversas mudanças na rotina da população autóctone e nas experiências dos turistas. A cada ano, os visitantes estão mais exigentes, buscando um melhor produto e benefícios, o que tem estimulado o acirramento da competitividade entre os destinos turísticos. Nessa perspectiva, no presente estudo, objetivou-se analisar a percepção do turista sobre as vantagens competitivas de Torres (RS) e, ainda, classificar como as vantagens se agrupam no destino. A pesquisa caracterizou-se como exploratória e descritiva com abordagem quantitativa. Utilizou-se, como objeto de coleta de dados, um questionário contendo 21 questões fechadas. Os dados foram obtidos com base em uma amostra não probabilística por conveniência, composta por 130 observações levantadas entre os meses de agosto e novembro de 2017 com turistas que visitaram a cidade de Torres/RS. As médias analisadas apontaram que o principal fator competitivo é a beleza natural, e sua principal fraqueza (desvantagem) é a disponibilidade de atividades recreativas para crianças. Os resultados demonstraram, ainda, que as vantagens competitivas do destino podem ser agrupadas em três dimensões: serviços turísticos, deslocamento no destino e ambiente do destino. Os resultados da pesquisa, além de contribuir para a literatura acadêmica relacionada com a competitividade de destinos, também auxiliam os gestores de Torres nos processos de planejamento e organização do destino.

Palavras-chave


Ccompetitividade, vantagens competitivas, destinos turísticos, Torres

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2019 REVISTA ACADÊMICA OBSERVATÓRIO DE INOVAÇÃO DO TURISMO

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.