Copa do Mundo 2014: um Brasil carioca para gringo ver

André Luiz Maranhão de Souza Leão, Bruno Rafael Torres Ferreira, Thiago Ianatoni Camargo, Bruno Melo Moura

Resumo


Nos últimos anos, a cidade do Rio de Janeiro tem sido centro de uma série de eventos internacionais, tendo-se tornado a principal sede da Copa do Mundo 2014. Com base nisso, no presente estudo, investigamos como o papel do Rio de Janeiro enquanto cidade-sede da Copa do Mundo de 2014 foi significado por atores sociais da cidade. Para essa finalidade, acessamos as opiniões e os posicionamentos de cidadãos cariocas comuns e os de associações civis locais organizadas para monitorar a realização da Copa do Mundo. Como dados informativos, realizamos entrevistas e levantamos documentos que escrutinamos por meio de uma Análise de Discurso Foucaultiana. A noção foucaultiana de estética da existência serviu, assim, de lente teórica para a interpretação dos resultados que revelaram o entendimento da busca do Rio de Janeiro para inserir-se num contexto cultural e econômico globalizado, sem perder de vista traços que lhe são particulares e entendidos como valorizados mundialmente. Por outro lado, a cidade é vista como representativa do Brasil nessas duas frentes.

Palavras-chave


Estética da Existência; Análise de Discurso Foucaultiana; Copa do Mundo 2014

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2019 REVISTA ACADÊMICA OBSERVATÓRIO DE INOVAÇÃO DO TURISMO

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.