Eutanásia: discutindo a relatividade da bioética

Andressa Aline Bernardo Bueno, Cintia Silva Fassarella

Resumo


O objetivo deste trabalho é realizar uma reflexão teórica da eutanásia a fim de proporcionar uma melhor compreensão do processo de morte e o morrer à luz da bioética. A Eutanásia está presente desde o primórdio das civilizações antes de Cristo e, ainda assim é considerada como uma temática polêmica em nossa sociedade e cultura. Trata-se de um estudo bibliográfico de caráter exploratório. Percebe-se uma dicotomia na sociedade, onde a parcela a favor fundamenta-se em dois princípios: autonomia e compaixão e Qualidade de Vida. Outros autores são contra a Eutanásia, estes se baseiam no Princípio Hipocrático, Princípio da Sacralidade da Vida (PSV) e no argumento de “Slippery Slope”. No aspecto legal está vedada qualquer prática assistencial que ocasione a morte. A grande dissidência é que não se pode generalizar este assunto por ser extremamente relativo visto que possui diferentes vertentes de discussão e peculiaridades inerentes a cada caso. E, por ser um ato incontornável, não pode ser tratado com indiferença ou displicência. Devem-se analisar as questões legais, religiosas, bioéticas e culturais para chegar num entendimento mais próximo a convivência.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.