PERFIL EPIDEMIOLOGICO DA HANSENÍASE EM CIDADE HIPERENDÊMICA DO MARANHÃO, 2005-2012.

Débora Regina Marques Barbosa, Antônia Almeida Araújo, Juliana Camila Feitosa Damaceno, Manoel Guedes de Almeida, Ariane Gomes dos Santos

Resumo


Este trabalho descreve o perfil epidemiológico da hanseníase no município de Timon, Maranhão, Brasil, entre os anos de 2005 e 2012. Trata-se de estudo epidemiológico descritivo de série histórica através de dados coletados no Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN), utilizados para análise das características demográficas, socioeconômicas e clínicas das populações acometidas. Evidenciou-se taxa média de 187,75 casos/ano e coeficiente de mortalidade de 0,23 por 100.000 hab. para os anos do estudo. Há maior prevalência em indivíduos do sexo masculino (51,39%) e adultos jovens, com faixa etária entre 20 a 39 (33,95%) anos. Apenas 3% dos pacientes concluíram o ensino fundamental, sendo que 16% são analfabetos. Em 29,42% dos casos, encontrou-se a forma diforme. 73,03% obtiveram cura após tratamento. Este trabalho possibilitou traçar o panorama geral que caracteriza a doença em Timon de modo a potencializar as ações de combate à enfermidade em âmbito local, sejam elas coletivas, clínicas ou gerenciais. 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.