OFICINAS CULINÁRIAS COMO PRÁTICA DE EDUCAÇÃO NUTRICIONAL PARA IDOSOS: INOVAÇÕES DA COZINHA SAUDÁVEL

Jéssica da Silva Ramos, Mhonar Lisboa do Couto

Resumo


O desenvolvimento de uma vida saudável tem sido almejado por toda a sociedade, independentemente da classe social, sendo ela jovem, adulta e idosa, independente da classe social ou grau de conhecimento. Este trabalho teve por objetivo promover educação nutricional com idosos, utilizando como ferramenta as oficinas culinárias. Foram inscritos 15 idosos, de ambos os gêneros, participantes do projeto Integrar/UNIGRANRIO. Para a realização deste estudo experimental foram incluídas quatro preparações (bolo de farinha de banana verde, mousse de alfarroba, molho resultante da extração do suco de melancia e feijoada verde) que foram selecionadas mediante os benefícios agregados as mesmas. Ao final das oficinas, foi realizada a análise sensorial das preparações com o propósito de avaliar a aceitabilidade do produto, que por sua vez foram elaborados pelos próprios participantes do evento. Como ferramenta educativa e informativa, foi entregue uma cartilha a fim de aconselhar e solucionar dúvidas futuras sobre os assuntos abordados nesta palestra e oficinas culinárias. Como resultado geral, observa-se que todas as preparações elaboradas obtiveram aceitação positiva pelos idosos e, portanto, pode-se concluir que o interesse pela inserção de novos hábitos alimentares mais saudáveis é existente entre os idosos participantes. Por fim, cabe dizer que as oficinas culinárias aqui apresentadas têm se mostrado factíveis como estratégia educativa na promoção da alimentação saudável. 

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.