FREQUÊNCIA DE PARASITAS OBTIDOS DE AMOSTRAS FECAIS IDENTIFICADAS EM UM LABORATÓRIO PÚBLICO E OUTRO PRIVADO NO MUNICÍPIO DE DUQUE DE CAXIAS, RJ.

Sergian Vianna Cardozo, Maisa Ribeiro dos Santos, Pâmela Corrêa Rodrigues

Resumo


As enteroparasitoses representam um problema de saúde pública, acometendo grande número de pessoas e apresentando frequência associada a fatores como condições socioeconômicas e de saneamento básico. O objetivo deste trabalho foi estudar a frequência de parasitoses intestinais na população de Duque de Caxias, por intermédio de uma avaliação comparativa entre um laboratório público e outro privado, analisando 294 exames coproparasitológicos retrospectivos referentes ao período de janeiro à julho de 2013, verificando a incidência de parasitoses em indivíduos de diversas faixas etárias. Foi encontrada uma frequência de 42% de pessoas com pelo menos um tipo de parasitose, onde, na frequência específica obteve-se resultado de maior prevalência de Giardia lamblia (22%). Foi constado um número de casos positivos semelhantes tanto no laboratório público quanto no privado, demonstrando que estas parasitoses apresentam alta frequência independentemente de onde foram analisadas.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.