TRATAMENTO DE LESÃO DE CÁRIE OCULTA COM RESINA COMPOSTA DE BAIXA CONTRAÇÃO – RELATO DE CASO.

Luciano Ribeiro Corrêa Netto, Fábio Pinheiro dos Santos, Sabrina de Castro Brasil, Anna Paula Kalix França Mendes, Priscila de Barros Souza, Dorian Werneck

Resumo


Nos últimos anos, houve uma evidente mudança na epidemiologia e no padrão da doença cárie. Neste contexto, métodos tradicionais de diagnóstico podem estar subestimando as lesões de cárie, principalmente em superfícies oclusais, como a cárie oculta. Esta lesão que acomete a dentina é frequentemente visualizada através de uma radiografia interproximal, e o esmalte sobrejacente se apresenta sadio ou minimamente desmineralizado. De etiologia desconhecida, muitas hipóteses estão sendo estudadas, entre elas sua microbiota específica, deficiências estruturais e anatômicas do esmalte e a constante utilização de fluoretos. Considerando a preocupação clínica, uma vez que esta lesão tem uma progressão silenciosa e frequentemente não é detectada em exames clínicos de rotina, este artigo tem o objetivo de relatar um protocolo restaurador de uma lesão de cárie oculta através da confecção de uma matriz de resina acrílica e uso de uma resina composta de baixa contração. 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.