TRANSPORTE SEGURO DE PACIENTES CRÍTICOS

Alessandra Fontanelli Pires, Bruna Novais dos Santos, Patrícia Novais dos Santos, Vanessa Rocha Brasil, Aline Affonso Luna

Resumo


Define-se como doente crítico, aquele com comprometimento de um ou mais dos principais sistemas fisiológicos, com perda de sua autoregulação, necessitando de assistência contínua.  A decisão de transportar um paciente crítico deve ser baseada na avaliação e ponderação dos benefícios e riscos potenciais. Tem o objetivo de atualizar informações sobre o transporte de pacientes críticos no ambiente intra-hospitalar para profissionais da saúde e criar protocolo de transporte seguro de paciente crítico no âmbito hospitalar. Trata-se de uma revisão bibliográfica realizada a partir de artigos científicos encontrados nos bancos de dados do SCIELO (Scientific Electronic Library On-line) que abordaram o transporte seguro de pacientes críticos. O sucesso no transporte intra-hospitalar depende diretamente do planejamento e da atuação organizada da equipe multiprofissional, bem como da escolha de equipamentos adequados. Nesse âmbito, um aspecto importante no transporte do paciente é a comunicação prévia das informações necessárias entre a equipe que transporta o paciente e aquela que irá recepcioná-lo, de forma que não seja comprometida sua segurança e a continuidade dos cuidados de saúde seja reforçada. É fundamental que o transporte seja realizado de modo consistente e científico, utilizando o conhecimento teórico e prático, incorporando novas tecnologias e antecipando os erros além da realização de protocolo, visando sempre tornar mais eficiente o transporte do paciente crítico evitando erros e imprevistos desfavoráveis ao paciente e até mesmo a equipe.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.