REFLEXÕES SOBRE SAÚDE, NUTRIÇÃO E ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA NO CONTEXTO DE INTEGRALIDADE DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE (SUS)

Janes Nobre de Sena, Márcio da Silva Pereira, Renan Barbosa Rodrigues

Resumo


INTRODUÇÃO O nutricionista possui como prioridade de estudo na sua formação a avaliação da situação nutricional dos indivíduos e grupos, as ciências dos alimentos associados à prevenção e tratamento das patologias e as metodologias de desenvolver educação nutricional, o que justifica a sua inserção na Estratégia Saúde da Família (ESF). OBJETIVO Realizar uma revisão de literatura sobre a atuação do nutricionista na Estratégia Saúde da Família (ESF), discutindo a inserção e os processos de trabalho deste profissional no segmento da atenção básica do Sistema Único de Saúde (SUS). METODOLOGIA Trata-se de uma revisão integrativa da literatura, realizada no período de 2012 a 2014, englobando estudos que abordam sobre a atuação do nutricionista na Estratégia Saúde da Família (ESF). Para tanto, utilizou-se legislação pertinente, livros, bem como trabalhos científicos divulgados nas bases de dados SCIELO, LILACS, PubMed, Medline e Bireme. RESULTADOS E DISCUSSÃO A transição epidemiológica e nutricional do Brasil coloca as intervenções em nutrição como necessidade primordial para o cuidado aos usuários da ESF, principalmente devido o potencial de prevenção e promoção em saúde além da terapêutica de cuidado e reabilitação as morbidades que mais tem incidido sobre os usuários do SUS. CONCLUSÃO Entende-se que a atuação do nutricionista na ESF é de alta complexidade devido à generalidade de conhecimentos demandados para intervenções em saúde a todos os ciclos de vida, considerando os estudos epidemiológicos, o domínio de sistemas de informações, a práticas em vigilância sanitária e ambiental, a educação em saúde, a promoção de SAN e uma clínica ampliada.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.