PREVALÊNCIA DOS DIAGNÓSTICOS DE ENFERMAGEM SEGUNDO NANDA EM PACIENTES INTERNADOS EM UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA

Patrícia Novais dos Santos, Alessandra Fontanelli Pires, Bruna Novais dos Santos, Vanessa Rocha Brasil, Aline Affonso Luna

Resumo


A implementação da sistematização da assistência de enfermagem possibilita uma melhora na qualidade da assistência prestada ao cliente, aumentando a capacidade de percepção do profissional para detecção de problemas e favorecendo ao mesmo tempo a criação de plano de ações que contribuirá para a recuperação da saúde do cliente como um todo, principalmente em pacientes internados na unidade de terapia intensiva. O objetivo deste estudo é caracterizar a prevalência dos diagnósticos de enfermagem segundo a Taxonomia II da NANDA dos pacientes internados em UTI em um hospital da rede privado. Trata-se de um relato de experiência com abordagem quantitativa desenvolvido por acadêmicas de enfermagem cursando o 9º período em uma UTI de um hospital da rede privado. Constatamos que 33 diagnósticos de enfermagem foram identificados nos pacientes internados nas UTI. A realização do estudo destacou a importância da participação efetiva da equipe de enfermagem. Os resultados obtidos estimularam a busca de conhecimentos e mostram que a capacitação técnico-científica para a aplicação deste instrumento se faz necessária frente às mudanças na visão de assistência de enfermagem.

PALAVRAS-CHAVE: Diagnósticos de enfermagem, sistematização da assistência, unidade de terapia intensiva


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.