ENCEFALITE HERPÉTICA: RELATO DE UM RECÉM-NASCIDO COM CRISES CONVULSIVAS DE DIFÍCIL CONTROLE

Cássia Cristina Dias Garrido, Cynthia Brandão Meirelles

Resumo


A encefalite herpética é um processo inflamatório agudo do parênquima cerebral, causado por uma infecção pelo Herpes Simplex Vírus (HSV). Ela possui alto índice de morbidade e mortalidade, tornando assim essencial a suspeição precoce para o tratamento imediato. Este trabalho apresenta o caso de um recém-nascido, que com 24 dias de vida apresentou febre e crise convulsiva. No rastreio inicial apresentou leucocitose e líquido céfalorraquidiano (LCR) xantocrômico, com 2 células/mm3 (100% de mononucleares, glicose 34mg%, proteínas 86mg%, cloro 107,8 mEq/l). A criança evoluiu com quadro persistente e fontanela anterior abaulada. Após o resultado de sorologia com IgM positivo para HSV foi iniciado aciclovir intravenoso e mantido por 21 dias, sendo recomendada a terapia oral até os 6 meses de idade para evitar recidivas e melhorar as chances de um desenvolvimento neurológico normal. Após 13 dias sem convulsão, foi transferida para a enfermaria Canguru para preparação de alta hospitalar.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.