VIVÊNCIAS DA MULHER FRENTE À HISTERECTOMIA: ASPECTOS EMOCIONAIS

Francisco Reis Tristão, Mirella Padilha Machado, Olga Regina Zigelli Gracia, Daniella Karine Souza Lima

Resumo


O estudo objetivou identificar as repercussões emocionais na vida das mulheres que vivenciam a histerectomia. Trata-se de uma pesquisa qualitativa do tipo descritiva. Os sujeitos foram 15 mulheres entre 31 a 81 anos, internadas na unidade ginecológica de um hospital público de Florianópolis-SC. A coleta de dados foi feita através de entrevista semi-estruturada aplicada no pré-operatório e alta hospitalar. Os resultados demonstram que a histerectomia causa impactos emocionais no viver da mulher, manifestando-se em aspectos que incluíram a aceitação do procedimento; o significado do útero e dúvidas pré e pós-operatórias. O esclarecimento de dúvidas foi a demanda mais relevante relatada pelas mulheres. A fé em Deus se mostrou o recurso mais utilizado para o enfrentamento dos medos e inseguranças. No âmbito da atenção hospitalar, para além dos procedimentos e técnicas, a escuta atenta às dúvidas e questionamentos e as orientações pré e pós-operatórias, devem ser o foco da assistência de enfermagem, salientando a importância da atuação do profissional enfermeiro como educador em saúde.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.