TRATAMENTO CLÍNICO DE GRAVIDEZ ECTÓPICA COM USO DO METOTREXATE

Rafaela Lombardo Peixoto, Renan Machado Souza e Mello, Fátima Miranda

Resumo


A gravidez ectópica é definida como a gestação que ocorre fora da cavidade uterina, correspondendo à aproximadamente 1% das gravidezes, tendo consequências que abrangem desde a infertilidade até o óbito da paciente, sendo considerada como a principal causa de morte materna no primeiro trimestre da gestação. A literatura médica tem constatado e publicado diversos relatos de casos de gravidez ectópica com as mais diversas apresentações, que frequentemente elevam seus riscos. O diagnóstico precoce da gravidez ectópica é essencial para reduzir o risco de ruptura tubária, além de melhorar o sucesso das condutas conservadoras, evitando-se assim medidas muitas vezes mutiladores que acabam por impactar no futuro reprodutivo da paciente. Neste âmbito, o presente estudo avaliou sistematicamente 31 casos de gestantes atendidas no Hospital Universitário Pedro Ernesto nos anos de 2014 e 2015 que tiveram o diagnóstico de prenhez ectópica, na intenção de quantificar e avaliar o êxito de tratamentos conservadores, quando cabíveis, em especial o tratamento clínico com Metotrexate, quando confrontados com o tratamento usual cirúrgico.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.