BENEFÍCIOS DO MÉTODO PILATES ASSOCIADO À EDUCAÇÃO EM SAÚDE NA SOBRECARGA E QUALIDADE DE VIDA DE CUIDADORES DE PACIENTES NEUROLÓGICOS

Mateus Dias Antunes, Larissa Daiana Rodrigues, Raíssa Serconek Olivo Gomes, Simeia Gaspar Palácio

Resumo


Este trabalho teve como objetivo verificar as contribuições do Método Pilates e das orientações posturais na dor, na qualidade de vida e na sobrecarga de cuidadores de pacientes neurológicos. Trata-se de um estudo do tipo série de casos, o qual foi realizado na clínica escola de fisioterapia da Unicesumar com dez cuidadores independente do sexo, com idade variando entre 40 a 65 anos. Inicialmente os cuidadores foram submetidos a uma avaliação da dor através da Escala Visual Analógica (EVA); da qualidade de vida pelo questionário SF-36 e de sobrecarga por meio do questionário de Avaliação do Cuidador Informal (QASCI). Após a avaliação, os mesmos receberam orientações posturais gerais relacionadas ao posicionamento correto para exercer atividades de vida diárias (AVDs) e foram submetidos a dez sessões com o método Pilates na bola suíça. Ao término do tratamento, os cuidadores foram reavaliados com os mesmos instrumentos para verificar os resultados alcançados e os dados foram submetidos à análise estatística e interferencial, apresentados em formas de gráficos e tabelas, utilizando o programa estatístico Statistical Package for Social Science versão 20 e empregados os testes Kolmogorov-Smirnov e T-Student. Nesse estudo, concluiu-se que o Método Pilates proporcionou a redução da dor e da sobrecarga de cuidadores de pacientes neurológicos. Em relação a qualidade de vida os resultados mais favoráveis foram observados nos domínios capacidade funcional, limitação por aspectos físicos, estado geral da saúde e saúde mental.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.