MIXOMA ODONTOGÊNICO EM MANDÍBULA: RELATO DE CASO

Marcelo Domingues Pinto

Resumo


RESUMO

O mixoma pertence ao grupo de tumores odontogênicos que são lesões complexas, apresentam diversos comportamentos e tipos histopatológicos. Essas lesões podem se apresentar como neoplasias verdadeiras e raramente tem comportamento maligno. As neoplasias são derivadas de tecidos epiteliais com ou sem a participação do ectomesenquima que dão origem aos elementos dentários e mistos. O mixoma odontogênico é uma lesão incomum, muitas vezes diagnosticado quando atinge grandes proporções, com prevalência maior em jovens adultos com idade média de 20 a 30 anos, quanto aos seus aspectos clínico possui um crescimento lento mais acometido em região de mandíbula e um grande potencial de invasão nos tecidos adjacentes levando a considerável taxa de recidivas. O tratamento para a maioria desses tumores consiste na ressecção óssea, no entanto sendo possível em alguns casos utilizar de métodos adicionais para uma menor taxa de recidiva. O objetivo do trabalho é relatar um caso clínico de um paciente do gênero masculino, leucoderma de 41 anos que compareceu ao Hospital Municipal Lourenço Jorge, no serviço da Cirurgia Bucomaxilofacial (CBMF), que após a biópsia foi diagnosticado o mixoma odontogênico e descrição do mixoma odontogênico abordando seus aspectos clínicos, imaginológicos, histológicos e as suas formas de tratamento.

Palavras chave: tumores odontogênicos, mixoma, neoplasia.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.