MANIFESTAÇÕES ORAIS DE PACIENTES COM RAQUITISMO: UM RELATO DE CASO

Fernanda Vasconcelos Crespo da Silva, Luana de Mello Cantaluppi, José Massao Miasato, Leila Chevitarese, Luciana Alves Herdy da Silva

Resumo


O raquitismo é caracterizado por uma deficiência da mineralização da placa de crescimento, por insuficiência de cálcio ou fósforo, resistência ou deficiência de vitamina D. Além disso, a etiologia é variada, como falta dos substratos (cálcio e/ou fósforo), carência nutricional, deficiência ou incapacidade de absorver, metabolizar ou utilizar a vitamina D, tubulopatia perdedora de fósforo, deficiência da enzima fosfatase alcalina (hipofosfatasia). No raquitismo, o esmalte dentário é fino, hipoplásico e hipocalcificado. Assim, outras alterações também podem ser evidentes, como: taurodontia, rizomicria, rebordo alveolar hipoplásico e lâmina dura sem definição favorável, além de dentina com fendas tubulares levando à má formação, e cornos pulpares aumentados, que podem levar à necrose pulpar e surgimento de abscessos espontâneos. Portanto o objetivo desse artigo é relatar manifestações orais presentes em uma criança portadora de raquitismo.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.