PERFIL DE REEDUCANDAS MATO-GROSSENSES: UMA ANÁLISE DE QUATRO ANOS DE COORTE

Nayara Cristine Marchioro Pereira Siqueira, Bárbara Yasmin Freitas Santos, Thalise Yuri Hattori, Vagner Ferreira do Nascimento, Marina Atanaka, Ana Cláudia Pereira Terças Trettel

Resumo


Objetivo: Analisar o perfil sociodemográfico e prisional das reeducadas em 2016, 2017, 2018 e 2019 na região médio norte de Mato Grosso.

Metodologia: Trata-se de um estudo de coorte aberta, analisando resultados ao decorrer de 4 anos. A coleta de dados foi realizada em novembro de 2016, 2017, 2018 e 2019 através de entrevista individual baseada em formulário semiestruturado, com todas as reeducadas em regime provisório e condenadas da Cadeia Pública do Médio Norte mato-grossense. Os dados foram analisados através da estatística descritiva.

Resultados: O perfil predominante nos 4 anos da coorte foi de mulheres autodeclaradas pardas, com faixa etária entre 18 e 31 anos, solteiras, com ensino fundamental, donas de casa, com 2 a 4 filhos, detidas pelo crime de tráfico de drogas, sem histórico de antecedentes criminais e com período de reclusão de até dois anos. Histórico de violência é relatado pela maioria com prevalência na violência física. Apenas metade das mulheres receberam visitas familiares, sendo que as únicas visitas íntimas mencionadas foram as de parceiros homossexuais. Adicionalmente observou-se crescimento considerável de mulheres que começaram a cursar o ensino fundamental e médio durante o cárcere.

Conclusão: Diante das vulnerabilidades encontradas constata-se que as estratégias em ambiente prisional devem englobar a complexidade das peculiaridades vivenciadas pelas encarceradas.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.