GESTANTE DE ALTO RISCO: PEREGRINAÇÃO NOS SERVIÇOS DE SAÚDE

Jeniffer Karolina Pereira Pietrzak, IZABEL DAYANA DE LEMOS SANTOS, Fabiana Fontana Medeiros, TATIANE TOKUSHIMA, Cátia Campaner Ferrari Bernardy, Alexandrina Maciel Cardelli

Resumo


Objetivo: Conhecer o trajeto percorrido pelas gestantes de alto risco no encaminhamento aos serviços de saúde. Método: Trata-se de um estudo quantitativo, transversal, descritivo, recorte de uma coorte prospectiva sobre gestação de alto risco. Realizado com 319 puérperas em uma maternidade de uma instituição pública. A coleta de dados ocorreu de outubro de 2016 a agosto de 2017. Resultados: Das puérperas participantes (93,5%) residiam em zona urbana, com companheiro fixo 86,9%, da raça branca (58,7%). As comorbidades mais frequentes foram a hipertensão (55,5%) e doenças infecciosas (16,9%), grande parte dessas mulheres receberam atendimento em serviços de referência para pré-natal de alto risco (76,9%), aguardaram até 15 dias para seu primeiro atendimento colocar o percentual) Conclusão: Considera-se que mesmo recebendo acompanhamento da atenção primária a saúde e na atenção secundária de saúde, nota-se que ainda existe lacunas para a cobertura completa e para o alcance e esclarecimento dos anseios da mulher.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.