A SAÚDE HUMANA COMO EIXO DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL: IMPACTOS DO USO DE AGROTÓXICOS E SUA RELAÇÃO COM O TDAH

Karla Ferreira Dias Cassiano, Cíntia Fernanda Santos Melo

Resumo


Este trabalho relata uma experiência pedagógica proporcionada por um projeto de Química do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID). A atividade educativa teve como objetivo desenvolver uma abordagem ambiental sobre o tema “Agrotóxico” associando-o a um problema de saúde humana, comumente identificado atualmente nas escolas: o Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade (TDAH). A apresentação dos impactos ambientais também produzidos pelo modelo de sociedade e suas relações como o sistema produtivo, bem como a aclamação de proposições inovadoras que visam resolver alguns desses problemas têm ganhado espaço nas escolas de Educação Básica, inclusive, por meio das políticas públicas educacionais. Essas ações têm sido realizadas com muita intensidade pela Universidade representada pelas licenciaturas em parceria ou não com programas governamentais. Nesse caso, licenciandos em Química criaram, planejaram e desenvolveram uma intervenção pedagógica de Educação Ambiental que teve como eixo central a apresentação e a discussão dos riscos à saúde humana como um dos principais impactos relacionados ao uso de agrotóxicos. Desenvolveu-se um projeto que buscou envolver temas sobre poluição e contaminação da água por agrotóxicos, primando pela atividade lúdica como forma de avaliação frente ao exercício da criatividade e criticidade dos alunos. Concluiu-se que temas relacionados ao cotidiano podem contribuir para o desenvolvimento dos alunos, entretanto nem todos os assuntos do dia a dia, tais como o TDAH, são de interesse dos alunos, apesar da alta vivência no ambiente escolar.

Palavras-chave: Educação Ambiental, Ensino de Química e TDAH.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 2238-2380

 

Indexadores:

Latindex,  Diadorim, Google AcadêmicoSumarios.OrgCapes .periodicos.

 

Anti-plágio