PERSPECTIVAS DOS PROFESSORES DE TIJUCAS, SANTA CATARINA SOBRE A FORMAÇÃO INICIAL PARA O ENSINO DE MATEMÁTICA

Wanderley Pivatto, Elcio Schuhmacher, Sani de Carvalho Rutz da Silva

Resumo


Este artigo apresenta, em linhas gerais, as perspectivas dos professores dos anos iniciais, na área de Matemática da cidade de Tijucas, Santa Catarina, sobre a formação adequada para o trabalho docente. O objetivo do artigo é identificar, por meio das transcrições dos professores, quais características são essenciais para o trabalho com crianças dos anos iniciais. A metodologia utilizada na investigação tem caráter qualitativo e que consiste da utilização de um questionário com questões abertas, afim de identificar as perspectivas dos professores sobre o tema, formação inicial para o ensino de Matemática. Os resultados mostraram que, os professores apontaram a além da formação inicial em Pedagogia, a importância de realizar formações continuadas a longo prazo em estratégias no ensino de Matemática. A complexidade do ensinar e aprender também se transporta para o ato de avaliar. O fato é que a aprendizagem não depende exclusivamente da transmissão de conhecimentos, pois está relacionada à memorização e a compilação do que foi ensinado. A transmissão do conteúdo não é o processo mais adequado para a construção da autonomia intelectual, ou seja, apropriar do seu processo de aprendizagem, o que levaria a uma metaprendizagem.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 2238-2380

 

Indexadores:

Latindex,  Diadorim, Google AcadêmicoSumarios.OrgCapes .periodicos.

 

Anti-plágio