FORMAS DO DISCURSO RELATADO, VALORES TEMPORAIS E INTERPRETAÇÃO DISCURSIVA NUMA TRADUÇÃO ESPANHOLA DA OBRA DE JOSÉ SARAMAGO "LEVANTADO DO CHÃO"

Nuno Rendeiro, Lívia Migliorini

Resumo


Através de um estudo comparativo entre uma tradução espanhola e o original em português de Levantado do Chão, de José Saramago, pretende-se olhar, em primeiro lugar, para a forma como é feita a adaptação, da parte do tradutor, de alguns marcadores enunciativos presentes no corpus utilizado, sobretudo nos enunciados que encerram alternância entre os discursos directo livre e indirecto livre do autor. Além disso, é feita também uma descrição da interpretação discursiva do tradutor, colocando em evidência eventuais mudanças de sentido resultantes da sua tradução. Para ambos os efeitos, procedeu-se a um levantamento de dados, apresentados aqui em forma de tabela e discutidos de um ponto de vista da análise microdiscursiva.  


Palavras-chave


tradução, marcadores enunciativos; interpretação discursiva; Saramago

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.