Marília de Dirceu: um estudo do texto à imagem

Thais Gimenes

Resumo


As relações da literatura com as artes plásticas, particularmente, entre a poesia e a pintura têm suscitado discussões polêmicas no meio acadêmico. Em vista das analogias possíveis entre o texto verbal (o dito) e o não-verbal (o visto), pretendo analisar a correlação possível na leitura de alguns fragmentos da Parte I (Lira I) de Marília de Dirceu, do poeta árcade Tomás Antônio Gonzaga, e da tela “The hireling shepherd” (1851), do pintor britânico William Holman Hunt, identificando como as características do bucolismo independem dos limites temporais.

Palavras-chave: neoclassicismo; poesia; pintura; bucolismo.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.