ÉTICA E ESTÉTICA MALANDRAS: A FORÇA DA VIDA NO TEXTO JOÃOANTONIANO

Leandro Nascimento Cristino

Resumo


João Antônio destaca a sabedoria de sobrevivência das camadas marginalizadas da sociedade brasileira. Sem jamais incorrer nos equívocos de mostrá-las como meras vítimas ou ingênuas, esse grande escritor nos revela a ética que pauta a vida de seus personagens bravos e dignos, sábios pela experiência de um cotidiano sem horizontes. São, enfim, elementos que resistem e que se superam, transformando suas próprias histórias, remodelando-as a partir dos recursos de que dispõem. De modo análogo, o texto joãoantoniano combina códigos identificados com a cultura popular, promovendo uma revitalização literária ao romper com a previsibilidade canônica, aspecto assumidamente inspirado por nomes como Lima Barreto e Graciliano Ramos. Nesse projeto de elaboração da escrita, João Antônio reúne ética e estética, tomadas por empréstimo da ambiência malandra para constituição singular de seu universo.

Palavras-chave


Marginalidade – ética – estética

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.