ESPAÇO, RELAÇÕES DE PODER E SUBJETIVIDADES NA NOVELA "UMA VIDA EM SEGREDO", DE AUTRAN DOURADO

Anísio Batista Pereira

Resumo


O presente trabalho se propõe a analisar alguns elementos contidos na novela Uma vida em segredo, de Autran Dourado, tais como o espaço, as relações de poder e as subjetividades, com o objetivo de refletir sobre a constituição do sujeito protagonista, Biela, tendo em vista o contraste cultural provocado pelos diferentes espaços na novela supracitada. Como referencial teórico-metodológico, amparamo-nos nos pressupostos foucaultianos, teórico tomado para análise de discurso de vertente francesa, em que foram considerados os conceitos de discurso e sujeito, como categorias de análise. Pela análise discursiva da história, na perspectiva apontada, conclui-se que o sujeito se constitui em espaços distintos, estes se alternam entre o meio rural e o urbano, atribuindo reviravoltas no percurso da referida personagem, possibilitando relacionar a sua constituição como sujeito pelas relações com os espaços distintos e pelas relações de poder que vão moldando suas subjetividades ao longo de suas relações com a exterioridade.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.