O TEMA DA MALDADE NA TRILOGIA ESPACIAL DE C. S. LEWIS

Arthur Barboza Ferreira

Resumo


Entre 1938 e 1945, C. S. Lewis publica os três romances constituintes de sua chamada Space Trilogy ou Trilogia Espacial: Out of the Silent Planet, Perelandra e That Hideous Strenght. Um dos temas centrais da Trilogia é o tema da maldade. Quando examinada cuidadosamente, a maldade se afigura multifacetada e complexa. Este artigo tenciona descrevê-la, em parte à luz da intertextualidade entre a Trilogia e The War of the Worlds (Guerra dos Mundos) de H. G. Wells e passagens específicas de Gênesis (Lewis era cristão); e em parte à luz dos contrastes da Trilogia com o romance A Wrinkle in Time (Uma Dobra no Tempo) de Madeleine L’Engle. Conclui-se que a maldade na Trilogia pode ser relacionada a 1) uma visão de mundo caracterizada por certa concepção de tempo linear; 2) à noção darwiniana de luta pela vida (presente no romance de Wells); 3) ao mito bíblico da Queda. Outrossim, conclui-se que a maldade se manifesta recorrentemente na ficção de Lewis através de violência física, especialmente contra animais, e que ela é irreversível e irremediável.


Palavras-chave


C. S. Lewis, Trilogia Espacial, maldade.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.