IDENTIFICAÇÃO DE ESPÉCIES DO GÊNERO CRYPTOSPORIDIUM EM MOLUSCOS BIVALVES POR DEJETOS HUMANOS OU DE ANIMAIS NOS MANGUEZAIS DA BAÍA DE SEPETIBA

Cristiane Corrêa, Sergian Vianna

Resumo


A matéria orgânica gerada por dejetos humanos e de animais, quando não tratadas, podem ser carreadas das áreas estuarinas para os manguezais. Dentro deste ecossistema existem, entre outros seres vivos, animais caracterizados como filtradores que são capazes de reter minúsculas partículas podendo ser, ou não, caracterizadas como seres vivos. Como marcador de poluição dos manguezais encontramos um protozoário coccídeo parasita intracelular obrigatório do gênero Cryptosporidium. Este protozoário tem a capacidade de se desenvolver nas microvilosidades intestinais causando diarréia, desidratação e síndrome de má absorção em vertebrados, inclusive no homem, tornando-se um agravante em indivíduos com SIDA.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.