A INTERDISCIPLINARIDADE DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL COM BIOLOGIA: UM ESTUDO DE CASO EM REJEITO DE PILHAS E BATERIAS NO ENSINO MÉDIO

VANESSA BORGES, WELLINGTON RODRIGUES

Resumo


 

Analisando o aumento da utilização de pilhas e baterias, o trabalho desenvolvido tem a finalidade de ensinar e/ou enfatizar procedimentos especiais e diferenciados de descarte final após o esgotamento energético desses dispositivos. O mesmo busca um ensino construtivista através técnicas complementares para aulas teóricas (insuficiente para alguns temas), onde o docente desenvolve recursos pedagógicos para estimular os discentes e melhorar o aprendizado. A Educação Ambiental unida com a Biologia procura uma reflexão e solução, de jovens e adolescentes, dos verdadeiros problemas ambientais ocasionados por atitudes inapropriadas do cotidiano da população. Define a Educação Ambiental como método de disseminar valorização dos recursos ambientais, preocupação com a degradação ambiental e na prevenção de riscos à saúde humana. O tema “Rejeito de Pilhas e Baterias”, evidenciou a falta de conhecimento dos discentes sobre à ação do homem no meio ambiente (seus impactos) e os problemas que acarretam na saúde da população. Utilizando a Resolução CONAMA nº 257/99 e dados de patologia, toxicologia e epidemiologia ambiental, foi concluído que uma grande parte dos alunos desconhece o assunto, levando a práticas inapropriadas e altamente perigosas. 

 

Palavras-chaves: educação ambiental; biologia; pilhas e baterias; patologia/toxicologia ambiental.

 


Apontamentos

  • Não há apontamentos.