Saúde & Ambiente em Revista, Vol. 3, No 1 (2008)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

PADRÃO DE DISTRIBUIÇÃO GEOGRÁFICA DAS ESPÉCIES DE PTERIDOPHYTA OCORRENTES DA ESTAÇÃO ECOLÓGICA ESTADUAL DO PARAÍSO RIO DE JANEIRO, BRASIL

JOÃO RODRIGUES MIGUEL, CARLOS EDUCARDO SILVA JASCONE, ALCIDES PISSINATTI

Resumo


Este trabalho objetiva contribuir para o conhecimento do padrão de distribuição geográfica das espécies de pteridófitas, ocorrentes no estado do Rio de Janeiro a partir do levantamento de um remanescente de Floresta Atlântica. Para o desenvolvimento do trabalho foram realizadas diversas coletas, no período de doze meses, acompanhando as estações chuvosas e secas, identificação dos espécimes e levantamento em bibliografia específica nas bibliotecas do Museu Nacional, Institutos de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro e Herbarium Bradeanum. Foram registradas 102 espécies, distribuídas em 45 gêneros e 20 famílias. O estudo demonstra que na categoria Pantropical foram encontradas 9 espécies, Neotropical 56, América do Sul 22, Brasil 10, Sudeste 5, Introduzida 2 e para as categorias Local e Pontual não foram encontradas espécies até o momento. Das 102 espécies, 13 são endêmicas do Brasil e dessas cinco são exclusivas do sudeste, uma região que é considerada um dos centros de endemismo e especiação de pteridófitas no mundo, mas que sofre uma intensa ação antrópica. Esses dados servem de alerta para a preservação desse habitat, afim de, evitar a extinção dessas espécies.

Palavras chave: Distribuição Geográfica, Floresta Atlântica, Rio de Janeiro, Estação Ecológica Estadual do Paraíso, Pteridófita


Texto Completo: PDF