A Centralização do Poder e a Crítica aos “Planejadores” Urbanos: questões para debate sobre a cidade do Rio de Janeiro nos anos 1990

Rosane Cristina Oliveira

Resumo


Este artigo apresenta o conceito de cidade a partir da leitura de Henry Lefebvre, tendo como elemento fundamental o aspecto da centralização do poder e a tomada da cidade como objeto de análise e não apenas como o lugar onde ocorrem os conflitos provenientes das relações de classes travadas no meio urbano. Neste trabalho procurou-se chamar a atenção para determinados traços contidos nos livros selecionados para a promoção de análises acerca da sociedade urbana atual, na tentativa de investigar a cidade do Rio de Janeiro e o aspecto político das intervenções urbanas, especialmente após a inserção dos chamados planejamentos estratégicos a partir dos anos 1990.

 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.