A percepção do visitante na cachoeira Véu das Noivas — Parque Estadual do Cunhambebe – RJ

Hugo Quintanilha Silva Santos, Sérgio Domingos de Oliveira, Fabio Vinicius de Araujo Passos

Resumo


Os parques são áreas que promovem o uso público de seus espaços, com a intenção de atrair visitantes com diferentes objetivos, na maioria, relacionados com educação, práticas religiosas e lazer. Por meio de um estudo de caso, foi analisado o potencial de uso público da Cachoeira Véu das Noivas, situada no Parque Estadual do Cunhambebe, município de Mangaratiba, estado do Rio de Janeiro. Neste estudo, objetivou-se analisar a percepção do visitante e do gestor sobre o uso público no parque, visando, assim, a coletar informações que pudessem ser analisadas para melhoria da visitação no local. Por meio da análise dos dados, comparando-se a percepção de ambos os atores envolvidos no processo, conclui-se que os pontos positivos do atrativo são a beleza exótica e a limpeza do local. Quanto aos pontos negativos, citam-se a ausência de manejo das trilhas e a falta de sinalização turística na região. Assim, com base na análise de indicadores selecionados na pesquisa, infere-se que o atrativo tem potencial turístico para que sejam desenvolvidas atividades de uso público no parque, sugerindo-se não só possibilidades de melhoria na infraestrutura da cachoeira, mas também a necessidade de investimentos por parte da equipe técnica do Parque Estadual do Cunhambebe. 


Palavras-chave


Ecoturismo; Sustentabilidade; Uso Público; Unidades de Conservação; Parque Estadual do Cunhambebe.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2019 REVISTA ACADÊMICA OBSERVATÓRIO DE INOVAÇÃO DO TURISMO

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.