Bruxas e princesas na memória: representações do feminino em Histoire ou contes du temp passé

Georgia Sampaio Godoy, Fani Miranda Tabak

Resumo


Resumo: Este ensaio indaga os reflexos de uma visível estrutura cultural que permeia os contos de Charles Perrault, tomando como ponto de partida o discurso misógino latente no período e herdeiro da tradição medieval. As relações entre a história cultural e a construção de imagens femininas que serviram de base para a formação do imaginário nos contos de fadas representa, ainda, uma propagação da memória como elemento constitutivo de novas ideologias e de um status moralizante de efetivo compromisso com o poder dominante.

Palavras-chave


Palavras-Chave: Charles Perrault; Misógino; História cultural

Texto completo:

PDF () PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.