Instituição privada e o turismo histórico-cultural: a visão e a gestão de destinos turísticos

SÂMARA BORGES MACEDO, IURY TEIXEIRA DE SEVILHA GOSLING, MARLUSA DE SEVILHA GOSLING

Resumo


O turismo histórico-cultural versa sobre a relação entre o contato do turista com o patrimônio artístico e arquitetônico, bem como festas tradicionais e arte contemporânea. Ao realizar um levantamento bibliométrico observou-se que estudos brasileiros sobre a temática ainda são escassos. No âmbito mundial, eles abordam a temática sobre destinos específicos, não sobre a gestão desse tipo de turismo. Considerando-se o exposto, no presente trabalho, objetivou-se compreender a visão de uma instituição privada sobre o turismo histórico-cultural e também como se promove esse tipo de turismo. A empresa escolhida foi o SESC-MG, instituição privada e mantida pelos empresários do comércio do estado de Minas Gerais. A metodologia aplicada foi o estudo de caso, possibilitado por meio de uma entrevista em profundidade realizada com a gerente de turismo social de Minas Gerais e seguido por uma análise de conteúdo. Os resultados apontam o potencial dos destinos turísticos de Minas Gerais, que, no entanto, são subaproveitados, carecendo de fomentos. A internet mostrou-se preponderante na promoção desse tipo de turismo, assim como o conhecimento profundo sobre os consumidores para a gestão do processo.


Palavras-chave


Turismo Histórico-Cultural; Gestão do Turismo; Destino Turístico; Estudo de Caso; Análise de Conteúdo.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2019 REVISTA ACADÊMICA OBSERVATÓRIO DE INOVAÇÃO DO TURISMO

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.