A BIODIVERSIDADE NO SABER SÁBIO: INVESTIGANDO CONCEPÇÕES DE BIODIVERSIDADE NA LITERATURA E ENTRE PESQUISADORES

Adriano Dias de Oliveira, Martha Marandino

Resumo


Neste artigo discuti-se as características do saber sábio sobre o conceito de biodiversidade. Levando em conta a importância de mapear o saber sábio nas pesquisas que abordam a temática da transposição didática e museográfica buscamos entender como este conceito se apresenta em livros e manuais didáticos usados no ensino superior e como é definido por pesquisadores de diferentes áreas da biologia. A análise dos dados revela distâncias e aproximações entre esses dois âmbitos. Por exemplo, enquanto nos textos o conceito de biodiversidade é fortemente ancorado em níveis hierárquicos – genético, de espécie e de ecossistemas -, na
definição presente nas falas dos pesquisadores aparecem os níveis, mas não de maneira central, muito menos hierarquizados; suas definições são mais generalista. Além disso, identificou-se uma sutil predominância no nível de espécie no discurso dos pesquisadores, corroborando com outras pesquisas sobre o mesmo tema. Por fim, destacamos que este trabalho reforça a existência de uma heterogeneidade do saber sábio, aspecto evidenciado por autores que trabalham com a teoria da transposição didática.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 2238-2380

 

Indexadores:

Latindex,  Diadorim, Google AcadêmicoSumarios.OrgCapes .periodicos.

 

Anti-plágio